O amor sempre esteve ao pé dos poetas. Eles observam o traço da singularidade da paixão e o trazem para a superfície, envoltos de encantos. A literatura não mente, aos homens foi traduzido em linguajar de admiração e à donzelas encontrou a cereja da conquista.

Neste dia tão especial, cientes de que somos todos kambas, queremos dar-te um pouco de pilha com o seu parceiro de todas as aventuras; queremos oferecer um lindo e singelo e-book de poemas para dedicares ao seu arco-íris de todas as estações.

Bom proveito e longa vida aos namorados!

 Amor
 me beije.
 Amor
 me cerveje.
  
 Quero uivar em teu pomar
 onde paira o puro ar
 E o adocicar
 Intenso.
  
 Quero desenhar com letras mornas
 o gosto ébrio dos teus amassos
 Sublimar sem tarja
 teu gosto
 de laranja
 com derivadas e integrais.
  
 Por favor
 Amor
 me beije!
  
 Deixe-me por aí
 à deriva
 em tua boca...
  
 Deixe-me por aí
 no uísque da vossa cupepatura
 até em ápice me perder
 no embalo do teu ciciar.
 
 Seus Lábios Dóceis, Abílio E. S. Guia 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s